Semana da Leitura 2017

O Prazer de Ler – foi o tema da Semana da Leitura deste ano. E, de facto, ler é um prazer que nos remete para outros mundos, outras viagens e aprofunda o nosso conhecimento e o nosso saber.

Progrma_SL.17_Secundaria

Semana da Leitura 2017

Ao longo da semana de 27 a 31 de março, diversas foram as atividades que promoveram a leitura, desde exposições (de poemas, da Língua Portuguesa e de mensagens através de QRcode), um minuto de leitura em todo o agrupamento, encontro com escritores, leituras partilhadas, a visualização de filmes (Um livro, um filme), concurso de soletração, peças de teatro, desafios de partilha de poemas na sala de professores, participação dos Encarregados de Educação com a atividade “O último livro que li…”, a escola revestiu-se da cor da leitura, da informação e do conhecimento.

Sessão de Abertura

O início da Semana da Leitura foi marcado com uma simples Sessão de Abertura, na Biblioteca Escolar, na qual os alunos que foram participando nas atividades desenvolvidas pela Biblioteca Escolar, ao longo do ano, receberam os respetivos prémios.

 

Leituras Partilhadas

À Conversa com… André Fernandes

No âmbito da Feira do Livro, no dia 25 de novembro, as turmas do 12º ano de Psicologia e 12º TV, estiverem presentes no encontro com o escritor André Fernandes, autor dos livros “Tia Guida” e “25+”. Excelente comunicador, André Fernandes é um jovem de vinte e cinco anos, natural de Lisboa, com uma dura experiência de vida que partilha com os jovens, realçando as aprendizagens que foi retirando dessa mesma experiência. Falou sobre  as suas vivências no acompanhamento da doença da sua tia Guida e das problemáticas vividas no seio familiar e na escola: a violência, o bullying… o amor.

À Conversa com… Filomena Costa

No âmbito da Feira do Livro, no dia 23 de novembro, a professora de Filosofia do nosso agrupamento, Filomena Costa, e autora do livro “A Terra do Meio”, apresentou o mesmo à comunidade educativa, contando com a presença dos alunos das turmas 10º TAS e 11º TUR. A autora promoveu um diálogo enriquecedor com os alunos sobre a história e concepção do livro, incentivando-os para a leitura e sublinhando a importância que os livros e a leitura têm no percurso formativo de cada um. O nosso Bem Haja!

Videoconferência com Maria Teresa González

No passado dia 5 de maio, quinta-feira, durante a manhã, realizou-se uma atividade de foro literário na biblioteca, situada na sede do Agrupamento de Escolas de Alpendorada. Neste âmbito, os alunos do décimo D e E tiveram a oportunidade de efetuar uma videochamada com Maria Teresa Maia Gonzaléz, autora prestigiada de dezenas obras, tais como: A Lua de Joana e a A Nova Lua de Joana, cujos jovens seguidores são inúmeros.

Ao longo da conversa, os discentes fizeram várias perguntas acerca da vida e obra da escritora, que demonstrou uma visão muito humanista e realista do mundo, perguntas às quais respondeu com entusiasmo, dando motivação para que todos sigam os seus sonhos e referindo experiências que ela própria vivenciou. Os estudantes mostraram-se bastante interessados, uma vez que foram surgindo espontaneamente cada vez mais questões durante os noventa minutos de diálogo.

Com esta iniciativa, todos os intervenientes ficaram esclarecidos em relação a dúvidas tais como: “Como começou a escrever?” e “Em que se inspira para escrever os seus livros?”. Relativamente à última questão, Maria Teresa explicou que o facto de ter sido professora e voluntária a ajudou a ter uma perspetiva real dos problemas dos jovens, e isto, porque convive diariamente com eles, o que contribuiu consideravelmente para o sucesso do seu livro mais conhecido, intitulado “A Lua de Joana”. Este livro retrata a vida de uma adolescente no mundo da droga e é baseado em histórias verídicas, onde é particularmente focada a solidão entre os mais jovens.

Na atualidade, a autora dedica-se à escrita de livros para todas as faixas etárias e afirma que iniciou recentemente a produção de uma nova obra para adultos, pelo que optou por não relevar pormenores acerca da mesma.

Apesar da ausência física de Maria Gonzaléz, os alunos consideraram a experiência interessante e enriquecedora, pois permitiu que alargassem os seus horizontes no que diz respeito à visão que têm da vida adulta e da sua relação com o próximo.

Vânia Barbosa 10º E